Residência GSM

Ficha Técnica

Local: Mairinque -  São Paulo

Área: 220 m²

Projeto: 2016

Obra: 2018

Autores: Arthur Oishi ; Pedro Prado; Raphael Takano

Fotos: Guilherme Pucci

O partido nasce da proposta de preservação das condições naturais do sitio. Fora definido a cota média do terreno para implantação dos dois volumes, do lado esquerdo, o social, voltado para o declive e tirando proveito da vista com a piscina cravada em meia encosta. Já o volume direito, no qual se localiza a parte restrita da residência fica voltada ao aclive, protegendo-o de ruídos e conferindo maior privacidade. No pátio central fora preservado uma árvore nativa responsável por sombrear a residência e amenizar o clima severo da região.

F709.jpg

A fachada é composta por volumes gêmeos espelhados e conectados através de uma laje de concreto maciço onde acontece simultaneamente a entrada principal da residência. O telhado em 02 águas, as janelas e marcenarias azuis fazem referência as casas tradicionais brasileiras, em contraponto com sua implantação sóbria de linhas horizontais da arquitetura contemporânea.

F202.jpg
F205.jpg
F204.jpg

Um dos elementos de maior destaque no projeto é a Aroeira existente no terreno, após conversas e reuniões com os proprietários, que a primeiro momento não tinha interesse em mante-la, ela se tornou um elemento norteador do projeto. A conexão dos 03 volumes que compõe a  residência (social, íntimo e entrada) conformam um patio ao seu redor, buscando criar um local agradável, com incidência de luz solar controlada, além da aroeira se tornar um elemento visual presente no cotidiano dos proprietários.

F601.jpg
F404.jpg
F602.jpg
Planta.jpg
Elevação.jpg
F102.jpg
F502.jpg